O adjetivo “transformador” é a nova “experiência” buscada nas viagens de luxo

13 Apr 2018

FONTE:

Jeri Clousing, TravelWeekly.com

Quando se fala de viagens de luxo e bem-estar, os adjetivos “autêntico” e “experimental” já estão quase ultrapassados. A nova palavra-chave de 2018, segundo o Global Wellness Trends Report, é “transformadora”.

O que isso significa exatamente? De acordo com a pesquisa, isso é buscado através de experiências que envolvam as pessoas para despertar o sentimento de pertencimento à história que está sendo vivida, e que possa dar início à uma jornada indescritível que mudará a perspectiva após essa vivência.

Os resorts estão começando a usar o poder dos serviços, histórias e safáris para transformar o conceito das viagens de bem-estar, levando-as para outro patamar além das programações padronizadas que muitas propriedades de luxo adotaram na última década, em virtude da crescente demanda por bem-estar. Estão explorando tudo, desde yoga até retiros espirituais, remodelando cardápios e instalações de spas e academias.

Os especialistas estão argumentando que a “viagem transformadora” é a nova tendência comportamental, mas isso não descarta o foco em experiências autênticas, apenas a necessidade de serem um pouco mais profundas emocionalmente.

A rede inovadora Six Senses está mais uma vez elevando o nível do serviço de luxo com um novo serviço: um circuito itinerante de bem-estar em Butão. O programa levará os hóspedes a cinco resorts em diferentes partes do país, cada um baseado em um dos princípios de felicidade do Butão, que são focados em experiências para aprofundar a cultura, senso de comunidade e bem-estar físico e mental. A rede também está desenvolvendo pelo menos mais três resorts com chamados “programas de circuitos”, incluindo o Marrocos. “Sabemos que as pessoas buscam viagens e experiências muito mais imersivas, com vivências transformadoras e histórias maiores do que elas mesmas”, disse Anna Bjurstam, vice-presidente de Spas da Six Senses e membro do conselho Global Wellness.

Outro exemplo é a rede Red Mountain Resort, que irá agregar peças de teatro e fantasia em seu roteiro de bem-estar. Baseado em uma saga medieval, utiliza túneis de vento, fogos, cortinas de chuva, piscinas de gelo e escorregadores escuros, tudo com o propósito de convidar os hóspedes a viajarem através de estados emocionais intensos, sendo expostos a confrontos, clareza e autoconhecimento.

No Spa Village Resort Tembo, em Bali, não reserve apenas o tratamento de spa com duração de 50 minutos. Aproveite as atrações deste resort, que oferece um imersivo safári com caminhadas na selva e refeições ao ar livre, em bangalôs suspensos sobre o mar. A parada final é no quarto com vista para os penhascos, onde os hóspedes podem passar a tarde nadando e fazendo tratamentos ilimitados no spa.

Os destinos de viagens de bem-estar do futuro serão formas de engajamento emocional do viajante, incluindo momentos de felicidade, medo, fantasia e cura. Ou como a editora de viagens Sandra Ballentine disse: “O que eu quero de um resort de bem-estar ou spa é uma verdadeira transformação. Se eu não chorar, não valeu a pena para mim.”

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Curtir
Please reload

Destaques

Pós-venda: o retorno do cliente pode ser uma oportunidade de ouro.

01.06.2017

1/1
Please reload

Recentes