Entenda como os produtos artesanais de luxo estão ampliando a experiência com o serviço

15 Jun 2018

Conforme os consumidores de luxo buscam cada vez mais experiências únicas, as marcas precisam encontrar formas inovadoras para deixar seus produtos artesanais mais acessíveis. Para agregar valor, são criados alguns serviços exclusivos que conectam as experiências online e offline.

Fonte: Diana Verde Nieto, Luxurysociety.com

A palavra “atemporal” é frequentemente sinônimo de luxo: desde coleções ready to wear até fragrâncias, representa a longevidade e qualidade de produtos sofisticados: peças dignas de investimento para os consumidores. Os bens de luxo são inegavelmente bem feitos e conforme Bernard Arnault, presidente e diretor executivo da LVMH, “o que tornou a Louis Vuitton famosa foi a qualidade superior, criamos produtos que são excepcionais em seu design e estrutura.”

Embora os produtos físicos reflitam o tempo, os consumidores exigentes de hoje em dia estão procurando algo que os diferencie. A Geração Millennial busca experiências e memórias únicas que permitam a conexão com a marca. Afinal, não é possível comprar o tempo propriamente, mas é possível comprar o sentimento de ter mais tempo.

A Harvard Business Review afirma que uma experiência ocorre quando uma marca usa intencionalmente os serviços como palco de atrações, com a finalidade de engajar os consumidores de uma forma única e memorável, um teatro de experiências inesquecíveis. Então, de que forma as marcas de luxo podem ser atingíveis?

Dê exclusividade e atenda com hora marcada

Oferecer serviços com hora marcada tornou-se sinônimo de precisão, excelência e atenção pessoal que os consumidores desejam.

Como exemplo, a marca de luxo Gyunel Couture atende os clientes de alta costura de todo o mundo no seu ateliê de luxo em Knighsbridge, perto da Harrods Londres. Cada peça é um testemunho do alto nível das habilidades da marca, explorando os melhores tecidos e sedas raras, com bordados à mão. Cada elemento do processo de design é adaptado ao cliente, com consultas minuciosas e acessórios pessoais sendo parte do produto final. A criação artesanal e acurada perpetua habilidades milenares, transmitidas de geração em geração, com centenas de horas de trabalho para fazer uma única peça.

Outro exemplo são as marcas que fornecem produtos em série, exclusivos e rastreáveis. A Fréolic London, uma marca de lingerie de luxo que cria as peças com tecidos escolhidos um a um na França, Inglaterra e Itália, criou um certificado marcado com um número de série exclusivo que acompanha cada uma das peças. Isso garante que os raros tecidos sejam trabalhados de acordo com a tradição secular e os métodos de entrelaçamento de fios específicos de uma região da França. Desta forma, as origens do produto tornam-se parte da experiência do consumidor.

A ascensão do sob medida

O consumidor atual busca experiências através das marcas de luxo que são voltadas para as práticas empresariais e de acordo com o DNA da empresa. Ilustrando seu compromisso com práticas responsáveis, um número crescente de designers está incorporando tecidos inovadores e sustentáveis nas coleções, e trabalhando com fabricantes socialmente responsáveis nas produções sob encomenda.

Bozena Jankowska criou uma marca de moda feminina com coleções cápsulas de edição limitada inspiradas em questões ambientais e sociais. Esforçando-se para causar um impacto positivo no planeta, uma parte dos lucros da marca financia o trabalho de organizações que defendem causas semelhantes. A primeira coleção cápsula de Jankowska, intitulada “Ode à abelha”, focou no significado ecológico das abelhas e a marca fez uma parceria com o projeto “BugLife” para apoiar a causa, revertendo 3% dos lucros de cada compra.

Dedicada ao design de lingerie, roupas de dormir e loungewear muito sofisticados, a marca Bodas faz coleções sob medida há bastante tempo. A marca produz as peças com tecidos da mais alta qualidade da França, Itália, EUA e País de Gales, oferecendo ao consumidor uma edição exclusiva e sob medida de underwear. A escolha dos tecidos, modelo e outros detalhes para confeccionar o produto pode ser feita online ou na sua boutique em Londres como parte da experiência.

Um futuro experimental

Neste mundo digital em constante atividade, a interação física está mais uma vez ganhando impulso. Oferecer uma experiência que vá além da simples compra online é uma forma eficaz de transformar o consumidor em defensor leal da marca.

A Farfetch lançou a “Loja do Futuro” para criar um ambiente de varejo ainda mais rico, permitindo que boutiques e marcas se movimentassem perfeitamente entre a experiência online e offline. José Neves, fundador e CEO da Farfetch, afirma: “O varejo físico responde por 93% das vendas atuais e, mesmo com o crescimento online em alta velocidade, será responsável por 80% das vendas até 2025.” Isso mostra que é importante colocar o cliente no centro da jornada de compras para melhor atendê-lo, onde quer que esteja.

Marcas de luxo inteligentes entendem a necessidade de se envolver ativamente e construir relacionamento com o consumidor, demonstrando suas habilidades e oferecendo a oportunidade de se conectar verdadeiramente em experiências online e encontro reais.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Curtir
Please reload

Destaques

Pós-venda: o retorno do cliente pode ser uma oportunidade de ouro.

01.06.2017

1/1
Please reload

Recentes