Aprenda algumas regras da Etiqueta Profissional Moderna

13 Mar 2018

Fonte: Dr. Mark Goulston, BizJournals.com

O autor sugere que o mundo corporativo revise as relações para que as pessoas sejam mais civilizadas, educadas e respeitosas, e para isso uniu-se a Rosanne Thomas, fundadora e presidente da Protocol Advisors Inc. e autora do livro “Com licença: um guia de sobrevivência da Etiqueta Profissional Moderna”, onde destacaram as cinco regras mais importantes da etiqueta profissional.

1. Pesquise as melhores práticas para interagir com pessoas diferentes:

Se você é um profissional experiente (leia-se de certa idade), percebe facilmente que as pessoas e as prioridades do local de trabalho mudaram drasticamente bem na sua frente.

No século passado, haviam muitas desigualdades no local de trabalho: diferenças de perspectivas relacionadas ao gênero, etnia, orientação sexual, habilidades físicas, crenças religiosas, etc. Atualmente os empregadores abraçam a diversidade, evidenciando o efeito positivo em todos os níveis de hierarquia da empresa.

À medida que o local de trabalho se torna cada vez mais diversificado, os funcionários devem aceitar e receber a pluralidade de forma positiva, isso se eles mesmos querem continuar sendo bem-vindos na empresa.

Por que não pesquisar as melhores práticas para interagir com alguém que possua uma deficiência específica ou seja de outra cultura? Uma nova compreensão e novas amizades podem ser as recompensas.

2. Aceite que o anonimato é coisa do passado:

Nós estamos sob vigilância digital e visual em grande parte do nosso dia, inclusive nas horas de trabalho. Nossas rotas são registradas por pedágios, semáforos e câmeras rodoviárias. Os celulares rastreiam nossos movimentos. Estacionamento do escritório, garagens e elevadores são monitorados. As paredes do escritório não existem mais.

O uso da internet, comunicação por email e chamadas telefônicas são monitoradas. Os sensores nos crachás monitoram nossos movimentos no escritório e indicam quando estamos sentados nas nossas mesas.

Aceite este novo protocolo corporativo e proceda de acordo. Talvez esta seja a decisão mais inteligente da sua carreira.

3. Treine suas habilidades pessoais:

Embora tenhamos trabalhado nossas habilidades técnicas para exercer funções com excelência, não podemos deixar de prestar atenção ao que os empregadores realmente valorizam: atualmente as empresas estão contratando atitudes e treinando habilidades.

À medida que mais e mais empregos são absorvidos pela inteligência artificial, máquinas e softwares, os especialistas afirmam que as empresas contratarão as habilidades interpessoais como empatia, compaixão e cuidado. Os gestores estão buscando qualidades humanas como generosidade, bom senso e humor. Este é o momento certo para salientar habilidades interpessoais como ouvir, mostrar respeito e construir relacionamentos.

4. Tire folga da tecnologia:

Muitos de nós não consegue fazer pausas no uso de tecnologias. Existe uma dependência psicológica sobre dispositivos eletrônicos, tanto que grande parte das vezes surge uma ansiedade quando não temos acessos a eles. Porém essa dependência tem um custo enorme para a saúde física e emocional, e para a qualidade dos relacionamentos.

As pessoas estão começando a perceber isso e estão iniciando um movimento para recuperar o controle de suas vidas. Finais de semana com “desintoxicação digital”, tempos dedicadas a outras atividades sem o uso de tecnologias e encontros sociais onde os aparelhos são confiscados na porta estão começando a ser mais comuns.

Outras atividades, que exigem o uso de ambas as mãos e por isso não podem ser combinadas com dispositivos eletrônicos, também estão começando a ganhar espaço. Assim como hotéis para relaxamento que não permitem o uso de internet.

Tome uma decisão consciente e limite seu tempo em dispositivos eletrônicos, você receberá recompensas pessoais imediatas e pode descobrir um novo estilo de vida com tecnologia limitada.

5. Organize sua agenda para se encontrar pessoalmente com os colegas:

Muitas pessoas não destinam tempo para fazer uma refeição com um colega ou um cliente, ou outro tipo de encontro pessoal sem interrupções. A intensidade da filosofia de trabalho 24 horas por dia / 7 dias por semana faz deste tipo de encontro ser impossível.

Mas as pessoas precisam admitir que o hábito de ficarem sentados atrás de suas telas e falar com os outros apenas via texto é prejudicial à saúde. Uma dica é reservar uma manhã semanalmente para conhecer alguém ou tomar um café com um colega. Ou até mesmo um almoço ou passeio de bicicleta para recarregar as energias.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Curtir
Please reload

Destaques

Pós-venda: o retorno do cliente pode ser uma oportunidade de ouro.

01.06.2017

1/1
Please reload

Recentes