História das Marcas: Hermés

15 Aug 2019

 

História

Partindo de um seleiro, Thierry Hermès abriu uma pequena oficina em Paris, a qual inicialmente se chamava Caléche e vendia acessórios em couro para carruagens, selas, rédeas, estribos, botas, luvas e cintos, direcionados à aristocracia parisiense. Por conta  do público, não demorou muito para que inaugurassem uma sofisticada loja no número 24 da Rua Faubourg Saint-Honoré, por volta de 1880, mesma época em que o filho do fundador da Hermès assumiu a empresa e visando ampliar o mercado incluiu itens presentes até os dias de hoje como bolsas, pochetes, sacolas e casacos.

A oficina foi transmitida de geração para geração da família Hermès, tornando-se a segunda marca de luxo mais poderosa do mundo.

 

Características das lojas

Com aproximadamente 310 lojas distribuídas em 49 países, a Hermès utiliza como estratégia a limitação da produção e dos locais de compra. Inclusive mantém uma lista de espera de pessoas que desejam adquirir uma Birkin, bolsa mais famosa e aclamada da marca, que pode levar em média dois anos de espera.

 

Lojas de departamento de luxo, como a Sacks, Barneys, Nordstrom e outras, não possuem o acervo completo da marca, dispondo de conjuntos limitados de perfumes, louças e itens para presente.

 

Facilmente identificada pela cor laranja de suas icônicas caixas, um fato não muito conhecido, é que originalmente as caixas eram da cor creme. A cor atual surgiu de maneira acidental: durante o ápice da Segunda Guerra Mundial, muitos materiais tiveram seus estoques zerados e a produção interrompida, inclusive as caixas na cor creme que eram utilizadas antes, então eles  utilizaram as de cor laranja as quais identificaram  a marca e permanecem até os dias atuais, juntamente com o slogan “os melhores presentes vêm em uma caixa laranja”.

 

Outra estratégia de identificação e diferenciação da marca aplicada em todas as unidades, é o conceito de que as vitrines devem possuir um visual que concilie as características da Hermès com aquelas do país/cidade aonde estão situadas

 

Em Paris, a charmosa e luxuosa capital francesa, há uma loja da Hermès com cafeteria e biblioteca de artes, trabalhando a questão da experiência do cliente, que no mercado de luxo é vista como um dos principais fatores para garantir a fidelização dos clientes.

A quinta boutique em Nova York foge do tradicional nicho de luxo em Manhattan e situa-se em Meatpacking District. Com a intenção de atrair um público mais jovem e moderno, a unidade apresenta um maior número de produtos sortidos e com valores mais baixos (se comparados com o valor das bolsas Birkin, por exemplo), além de um bar que serve desde água até vinhos, com opção para carregamento de celular dos clientes. Para combinar com a aparência mais irreverente e casual, os funcionários utilizam uniforme diferenciado do tradicional com tênis da grife. A decoração também foi projetada para não descoordenar das características do local: skates, snorkel, bicicletas e mochilas ficam lado a lado com os luxuosos lenços de seda, gravatas e bolsas tradicionais da marca.

 

No Brasil, a primeira loja foi aberta em 2009 no Shopping Cidade Jardim e alguns dos produtos eram confeccionados com seda brasileira. Sendo que a partir de 2013, a loja virtual Etiqueta Única passou a vender bolsas Hermés já utilizadas. Os trajes de equitação do cavaleiro Rodrigo Pessoa são resultados da parceria firmada entre ele e a marca de luxo.

 

O marketing da Hermés

A Hermés é forte na autenticidade e mais leve no marketing, reforçando o conceito de luxo autêntico. Utilizando apenas 5% de suas vendas destinados a publicidade, Hermés aposta em uma abordagem sutil e silenciosa com baixa exposição. Devido á intenso interesse pela vida das celebridades que vestem a marca, a Hermès acabou se tornando reconhecida mais facilmente pelo público em geral, porem o intuito é ser reconhecida apenas para quem já é fiel à marca.

Com a limitação estrita da produção e distribuição de seus produtos, Hermés tem como intuito aprimorar a demanda do consumidor ao invés de atendê-la, como fazem a maioria das marcas de diferentes nichos.

 

A designação de autêntica marca de luxo não foi reivindicada, mas sim conquistada por parte da Hermés.

 

Curiosidades

  • Em 1922, após ouvir queixas da esposa por não encontrar uma bolsa de mão da qual gostasse, Émile-Maurice confeccionou a primeira coleção de bolsas de couro da marca.

  • A quantidade de seda utilizada para fabricar 1000 exemplares dos luxuosos cachecóis Hermés equivale a 450 mil metros de fio de seda, extraídos de aproximadamente 300 casulos de bicho da seda.

  • A partir de 1914, a marca passou a fornecer selas para o czar da Rússia, ganhando os direitos exclusivos sobre o mecanismo de abertura/ fechamento via zíper em artigos de couro, já que foi a primeira marca a apresentar o dispositivo.

  • Em 1918, o Príncipe Edward de Gales solicitou a produção exclusiva de um casaco de couro com zíper, fazendo o fecho ficar conhecido como “fermeture Hermès” (na tradução para o português “fecho da Hermés”) por toda a França

  • A primeira bolsa com fecho de zíper surgiu em 1923 e o modelo foi denominado de Boldie

  • Após a polemica de 2015 envolvendo o uso de couro de crocodilo obtido de possível abate cruel dos animais para a produção dos modelos Birkin, a atriz Jane Birkin solicitou que seu nome fosse desvinculado da marca, Logo a Hermès se manifestou e não reconheceu a fazenda de criação citada como sua e conseguiu provar que eram acusações falsas. Portanto a bolsa de crocodilo  do modelo citado continua sendo chamada de Birkin.

  • A também icônica bolsa Hermés Kelly ficou famosa em 1935 após uma fotografia da Princesa de Mônaco onde ela vestia o acessório para esconder a gravidez quando seu ventre se tornou saliente.

  • Victoria Beckham teria uma coleção de bolsas da Hermès no valor de mais de US$ 2 milhões

 

Fontes: Hermès; Forbes; Laurak; Pure People; Vogue

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Curtir
Please reload

Destaques

Pós-venda: o retorno do cliente pode ser uma oportunidade de ouro.

01.06.2017

1/1
Please reload

Recentes