• Instituto do Luxo

As tendências no setor de imóveis de luxo internacionais


Fonte: Stephanie Anton, LuxuryDaily

Nos últimos anos, temos visto um interesse crescente em negócios imobiliários internacionais, ou seja, disposição em comprar propriedades fora do país de origem. O que está motivando isto? Há uma variedade de fatores aceleradores, incluindo o papel da tecnologia no compartilhamento de ideias e produtos em uma velocidade mais rápida do que nunca. As mídias sociais e a internet ajudam a mostrar os estilos de vida de outros países com muitos detalhes, como nunca antes visto. E esta tendência não demonstra sinais de enfraquecimento.

Ganhe, aprenda, almeje:

As gerações mais jovens estão viajando mais que as anteriores. Mais uma vez, viagens internacionais estão sendo vistas como parte da educação das gerações jovens.

Parte dessas viagens se resume à exposição a novos lugares para despertar a sensação de que o lar não precisa estar enraizado em um local específico. Hoje em dia, há uma grande sensação de que o mundo oferece muitas oportunidades. Observamos o aumento da migração global tanto pelos diferentes estilos de vida em um só lugar, quanto pelas influências econômicas, políticas e desastres naturais. Por exemplo, nos Estados Unidos, vemos um pequeno êxodo da Califórnia, já que os altos preços e desastres naturais levaram as pessoas a deixarem esta região, escolhendo entre o Arizona, Nevada e Texas.

Acompanhe algumas tendências que estão moldando o mercado imobiliário em todo o mundo:

1. Mudanças políticas:

Já se passaram quase dois anos desde a votação do Brexit e ainda há muita incerteza sobre as definições do tratado. Esta falta de clareza levou muitos potenciais compradores em Londres a adotarem uma posição de espera, uma vez que os preços irão desacelerar junto com os juros. Destacaram-se outros centros financeiros, como Frankfurt. A Alemanha presenciou um grande boom no mercado de luxo nos últimos anos, com grande parte do interesse vindo de outros países europeus. Compradores chineses têm sido ativos, tanto adquirindo propriedades de baixo custo no Reino Unido quanto observando grandes oportunidades na Alemanha e além.

2. Migração tecnológica:

A cultura de startups está alimentando o mercado de luxo de várias maneiras. Temos visto um aumento nos apartamentos e condomínios de luxo em lugares inusitados, como Denver, Berlim e Seattle, e também em outras cidades menores. Os influentes empresários de tecnologia do vale do Silício estão em constante movimento, investindo em mercados globais como a nova Zelândia, onde existem vários trechos de terra intocada. Muitos empreendedores também estão procurando basear suas empresas em Toronto, onde a cultura é favorável aos negócios.

3. Mudanças climáticas se tornaram uma preocupação crescente:

Ter consciência das mudanças climáticas é fator importante do mercado de alta qualidade. Isso se manifestou em compradores, principalmente aqueles perfis interessados em uma segunda moradia ou localização no litoral, que prestaram atenção às previsões de aumento do nível do mar ou sinais de tempestades.

Este é também um momento de oportunidade: alguns dos arquitetos e engenheiros mais influentes estão criando propostas para migrar o impacto do nível do mar e proporcionar a melhor qualidade de vida para o maior número de pessoas.

4. Revolta da ASEAN:

Em viagem para Cingapura e Kuala Lumpur, na Malásia, a autora teve oportunidade de encontrar corretores de imóveis, consultores financeiros e desenvolvedores que trabalham nos países que formam a ASEAN, incluindo Cingapura, Tailândia, Vietnã, Malásia e Indonésia. Da perspectiva de luxo, esses mercados foram mal aproveitados: está sendo visto apenas o início do desenvolvimento de alto nível no segmento de hotelaria.


INSTITUTO DO LUXO © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SÃO PAULO | BRASIL.

ATENDE TERRITÓRIO NACIONAL E INTERNACIONAL.