• Instituto do Luxo

Inteligência emocional e cultura no mercado de luxo


Quanto maior o nível de inteligência emocional de uma equipe de vendas, maior será a chance de envolvimento e compreensão para com os clientes. Quando a equipe de vendas é capaz de ouvir o cliente com atenção, encontrar oportunidades  para estabelecer conexões emocionais se torna uma tarefa mais fácil e natural.


Acredita-se que aproximadamente 70% das vendas perdidas no mercado de luxo se dão pela falta de inteligência emocional da equipe de vendas e de seus gestores, que priorizam a venda, mas esquecem de instruir e incentivar o relacionamento com os clientes.


Atualmente a inteligência emocional mostra-se ainda mais requisitada, em todas as áreas comerciais, e principalmente no varejo. Qualidades como empatia, confiabilidade, emoção, personalidade e generosidade complementam o conjunto de um vendedor com alto nível de  inteligência emocional.


A curto prazo, a falta de inteligência emocional pode passar despercebida nos resultados e indicativos do negócio, mas inevitavelmente os prejuízos começam a aparecer, o que torna o processo de desconstrução e reconstrução da cultura de uma equipe inteligente emocionalmente mais complexo.


No Mercado de Luxo, a cultura da marca é ainda mais evidente e específica pois envolve diversos símbolos, valores, conhecimentos e linguagem própria, e todos esses elementos contribuem para a geração da sensação de exclusividade que os clientes de alto padrão tanto buscam e se encantam.


A equipe precisa ser capaz de transmitir toda a cultura, tarefa que é extremamente facilitada quando exploramos o aprimoramento da inteligência emocional.

INSTITUTO DO LUXO © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SÃO PAULO | BRASIL.

ATENDE TERRITÓRIO NACIONAL E INTERNACIONAL.