• Instituto do Luxo

História das Marcas: Miu Miu


Miuccia Prada, considerada pela Forbes em 2001 como uma das pessoas mais ricas do mundo, é bisneta de Mario Prada, artesão que fundou a icônica marca de luxo Prada em 1913. Ao longo de sua juventude, ela nunca teve interesse em integrar o grupo Prada, mas em 1970 isso mudou e Miuccia passou a fazer parte do negócio da família.


Em 1985, a posse da Prada foi passada para Miuccia que começou a inovar no setor. Em suas coleções, a maison priorizou o corte, o caimento e o tecido. Suas estampas eram inspiradas em artes plásticas. Graças à sua filosofia criativa e inovadora, Miuccia adotou uma abordagem voltada para mulheres inteligentes, modernas e ousadas.


Em 1993, após se casar com Patrizio Bertelli, atual CEO da Prada, Miuccia abriu uma nova vertente da tradicional maison, a boutique Miu Miu. Essa, por sua vez, tem como promessa entregar moda e luxo de forma mais acessível, direcionada para o público jovem e moderno, aderindo a cores mais extravagantes. Por conta disso, a marca se tornou rapidamente um conceito novo e atual de beleza e feminilidade, e também, um ícone no universo do luxo.

Em 2012, foi inaugurada sua primeira loja no Brasil, localizada no Shopping JK Iguatemi em São Paulo, projetada pelo arquiteto italiano Roberto Baciocchi. A boutique é decorada com um ouro característico e espelhos que vão do chão ao teto. Seu catálogo de produtos engloba bolsas com design ousado, sapatos modernos e românticos, roupas femininas, perfumes, e óculos de sol joviais que são referência no mercado.


Hoje em dia, a Miu Miu não é vista como uma segunda linha da Prada, mas sim, como uma marca autêntica e independente, graças a sua singularidade e DNA próprio.