• Contato Instituto do Luxo

História da Marca - Tiffany & Co.



A paixão por pedras raras e incomuns, fizeram com que Charles Lewis Tiffany e Teddy Young fundassem A Tiffany, Young e Ellis em 1837 em Nova Iorque o que tornou a marca um grande sucesso.


Após a morte de Teddy em 1853, Charles Tiffany assumiu a empresa sozinho, mudando o nome da marca para Tiffany & Co.


Com o intuito de atrair e fidelizar clientes, Charles Lewis decidiu criar o primeiro catálogo de mala direta, onde apresentava seus artigos de luxo feitos a mão anualmente. O livro se chamava The Blue Book.


Um dos marcos mais importantes na história da marca foi em 1862 quando o presidente Abraham Lincoln optou por escolher as jóias da Tiffany & Co. para presentear sua esposa. Outro grande símbolo da marca é o protagonismo das joalherias no filme “Bonequinha de Luxo” com Audrey Hepburn.


No início, a prata era o material principal na fabricação de suas jóias. Somente em 1868 que o ouro começou a fazer parte de suas peças.


A tão famosa “Blue Box” foi lançada em 1886 e se tornou um dos objetos mais desejados pelo público, mas para adquiri-la somente comprando algumas das jóias da Tiffany & Co. Independente da quantidade que você esteja disposto a pagar, a marca não vende o produto separadamente. O produto se tornou tão famoso que a empresa disponibiliza um treinamento para os funcionários aprenderem a fazer o laço na fita de cetim que a acompanha.


Em 1902, Louis Comfort Tiffany assumiu o controle da empresa após o falecimento de seu pai.


A marca é responsável por produzir os troféus Vince Lombardi para o Super Bowl e o troféu do NBA Championship e por recriar o Grande Selo dos Estados Unidos na nota de um dólar.


Em 2000 foi criada a Fundação Tiffany & Co. que doou mais de US$ 75 milhões para conservação das artes. Logo em 2015, a marca decidiu se unir com grandes empresas no compromisso de atingir um valor líquido de zero em emissões de gases de efeito estufa até 2050. E em 2017, a empresa lançou a coleção “Tiffany Save the Wild”, onde doou os lucros à Wildlife Conservation Network para preservação dos elefantes, rinocerontes e leões. E doou US$ 1 milhão para a conservação da Grande Barreira de Coral da Austrália.


Uma das curiosidade sobre a Tiffany & Co. é que as lojas de São Paulo são as únicas unidades da marca que permitem o parcelamento nas compras. Outra curiosidade é que a primeira loja fora dos Estados Unidos foi inaugurada no Japão em 1972.