• Instituto do Luxo

4 diferenças entre o marketing de luxo e o marketing tradicional


1) Comparação entre marcas

Uma marca de luxo jamais se compara à outra concorrente. Admite-se que é a melhor naquilo que faz, mas nunca menospreza ou se compara à outras. Já no marketing tradicional, é comum campanhas e promoções que competem diretamente ou até mesmo citam os concorrentes.


2) Distribuição e inacessibilidade

O marketing de luxo deve trabalhar para que a marca torne-se um sonho para o consumidor. Sonhos não são fáceis de se conquistar, logo, a estratégia de inacessibilidade e/ou distribuição em pontos específicos é frequentemente utilizada no mercado de luxo; em oposição as marcas de massa, nas quais a acessibilidade e distribuição em larga escala são vantagens competitivas.


3) Mensuração de resultados

Uma campanha de marketing de luxo nunca deve ser mensurada pela métrica de vendas antes e depois do período da campanha, já que o impacto nas vendas a curto prazo costuma ser mínimo. No marketing tradicional é comum utilizar a métrica de comparação de vendas, já que os resultados são mais imediatistas.


4) A criação da necessidade

O marketing tradicional busca atender a uma necessidade já existente dos consumidores, diferente do marketing de luxo, que busca criar a necessidade e "educar" o consumidor sobre aquela cultura.