• Instituto do Luxo

História das Marcas: To’ak



A história da marca começa de uma forma curiosa: através de um projeto de conservação da floresta tropical equatoriana localizada na província de Manabi.


Jerry Toth deu início ao projeto em 2007, criando a Reserva Ecológica Jama-Coaque, com os fundos de sua ONG Third Millennium Alliance (TMA). Foi nessa reserva (que atualmente protege mais de 580 hectares) que Jerry começou a cultivar cacau e produzir chocolate à mão, de forma despretensiosa, em uma casinha de bambu isolada que servia como um refúgio pessoal para ele.


Em seu projeto de conservação, Jerry cultivava um fruto orgânico que era resultado do cacau crescendo em meio a mais de 50 espécies diferentes de arvores tropicais. Isso, segundo o próprio Jerry Toth, é o que garante o sabor inigualável de seus chocolates.


A marca possui um savoir-faire tradicional e que é transmitido entre todos os seus colaboradores, utilizando as técnicas que foram ensinadas por integrantes da comunidade local. No início, a Casa de Bambu não tinha eletricidade, então todo o processo era manual: eles assavam os grãos em uma grande panela de ferro, separavam um a um, e moíam com um moedor manual. O aroma resultante desse processo era incomparável, e Jerry sabia que o chocolate equatoriano era diferente de todos os outros. Manabi está para o cacau, assim como Borgonha está para o vinho.


Antigamente, o chocolate era considerado uma iguaria sagrada e nobre, de modo que só pessoas com muito poder aquisitivo conseguiam prová-lo. Com a chegada da produção em massa, o chocolate se tornou um item completamente acessível, com muitas variedades e valores. O propósito da marca To'ak é justamente reviver essa cultura dos chocolates nobres e únicos, trabalhando constantemente para restaurar sua grandeza.


Experiência do cliente

Em parceria com a Fundación Guayasamín, a To’ak criou a Chocolate & Art Experience: uma jornada de 2 horas com guia particular pelo roteiro dos melhores chocolates e da arte de Quito.


Durante a primeira hora do passeio, a Fundación Guayasamín abre sua casa para a excursão particular guiada por um especialista do museu que conta a história das peças particulares mais significativas e exclusivas.


Já na segunda hora, os convidados são levados para uma deliciosa degustação com um especialista em chocolates da To'ak, dentro da adega privada do próprio Oswaldo Guayasamín (que foi a inspiração para a Fundação, sendo um dos artistas mais criativos que a América do Sul conheceu). Essa mesma adega ficou famosa por receber convidados ilustres de seu proprietário, como o aclamado autor Gabriel Garcia Marquez, e até mesmo Fidel Castro.




INSTITUTO DO LUXO © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SÃO PAULO | BRASIL.

ATENDE TERRITÓRIO NACIONAL E INTERNACIONAL.