• Malu Albertotti

História das Marcas: Pierre Marcolini


Pierre Marcolini tem se aperfeiçoado há mais de 20 anos na arte de fazer chocolates, viajando anualmente em busca do cacau mais raro para inovar em seus chocolates. Ele acredita fielmente que chocolate, criatividade e prazer caminham juntos. O chocolatier sempre teve o desejo de oferecer experiencias únicas a quem provasse de seus chocolates.

No mundo da gastronomia desde os 14 anos de idade, aos 19 se tornou chef de uma pâtisserie, e aos 31 ganhou o Campeonato Mundial de Pâtisserie e atualmente coleciona mais de 40 prêmios em seu nome.

Após ganhar o Campeonato Mundial de Pâtisserie, em 1995, Marcolini abriu seu primeiro ateliê situado na Bélgica (seu país natal). Os anos seguintes foram de expansão para a Maison, com abertura de novas boutiques espalhadas pela Bélgica.

Em 2001 ocorreu uma diretriz europeia que permitia outras gorduras vegetais além da manteiga de cacau na produção de chocolates. Pierre, sempre defensor da qualidade, não aprovou a mudança e decidiu desde então produzir seus próprios chocolates a partir de grãos de cacau. No mesmo ano ele abriu sua primeira boutique em Tóquio.

Atualmente, a Maison conta com 41 lojas espalhadas por todo o mundo, permanecendo a concentração maior na Bélgica – 12 lojas.

A marca e a responsabilidade socioambiental

Todos os grãos utilizados para a produção dos chocolates Marcolini advém de apenas 5 plantações em todo o mundo sendo que todas assinaram um termo no qual se comprometeriam a cumprir algumas exigências, sendo elas:

  • Nenhuma criança pode trabalhar nas plantações, apenas adultos em idade trabalhista, adotando as condições e definições da UNICEF

  • É proibido o uso de glifosato, agrotóxico comumente utilizado para acabar com ervas daninhas, usam apenas herbicidas naturais para garantir a pureza e qualidade do cacau. Os lotes de grãos são submetidos a diversos testes para certificar que estão mesmo livres do agrotóxico

  • Não utilizam o grão CCN-51, espécie modificada geneticamente para tornar-se uma arvore com uma produtividade além do normal.

Trabalhando a motivação e cumprimento das regras por parte de seus fornecedores, a Maison paga o dobro oferecido pelo mercado.

Além da sustentabilidade, a marca aposta na qualidade de seus produtos. Pierre é um dos poucos chocolatiers que torram os seus próprios grãos de cacau, cuidando de todas as fases da produção, desde a colheita, triagem, seleção, até processos internos de todas as etapas de produção.

Pierre já afirmou em entrevistas que existem tantas variedades de chocolate quanto de vinhos.

Fontes: site oficial da marca Pierre Marcolini


28 visualizações

INSTITUTO DO LUXO © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SÃO PAULO | BRASIL.

ATENDE TERRITÓRIO NACIONAL E INTERNACIONAL.